Digite o que você deseja buscar no site:


// APOSENTADORIA DE EMPREGADO PÚBLICO

O empregado público ao se aposentar, pode continuar trabalhando na mesma empresa, inclusive acumulando sua aposentadoria com o salário pago no emprego? Leia a matéria e reveja o assunto…

aposentadoria de empregado público


3 + = 10

  1. Nilson     25 de maio de 2015 @ 7:23

    amei o teu blog e je1 sou fe3, vou adicionar e0 minha lista de blogs faotoivrs :)Aproveito para te convidar a participar no Giveaway que estou a OFERECER no meu blog. c9 muito simples, re1pido e gratis participar… porque ne3o tentar? Beijinhos

  2. sueli     2 de outubro de 2014 @ 14:08

    Prof, sou servidora municipal, ja com 35 anos de contribuição, não temos mais regime proprio, e sim contribuimos para o regime geral (inss) se me aposentar o municipio pode me exonerar?, ou posso continuar a trabalhar?

    obrigada
    sueli

  3. Maria Euleny     11 de novembro de 2013 @ 18:04

    Gostaria de obter uma informaçao.O professor que aposenta em 2 cargos,ele pode continuar trabalhando como professor designado na mesma area e na mesma escola? Urgente.Obrigada.

  4. Evanilda Maria Messias Martins     28 de setembro de 2013 @ 23:02

    Sou professora concursada do município pelo regime clt, porém a minha escola fechou uma sala abrindo aí uma excedência de funcionário, quem é a pessoas excedente, eu ou a minha colega aposentada que continua trabalhando, a dúvida é se eu sou a funcionária em atividade, o execedente seria o profissional aposentado?

  5. jair silva     1 de fevereiro de 2013 @ 11:51

    prof. um servidor publico aposentado, é chamada para trabalhar em cargo de comissão, pergunta-se o tempo de serviço deste servidor (ATS), pode fazer parte da nova remuneração desta função? URGENTE. OBRIGADO

  6. jair silva     1 de fevereiro de 2013 @ 11:46

    prof. um servidor publico aposentado, é chamada para trabalhar em cargo de comissão, pergunta-se o tempo de serviço deste servidor (ATS), pode fazer parte da nova remuneração desta função?

  7. Gustavo Knoplock     18 de novembro de 2012 @ 2:06

    É mesmo vedada a acumulação nesse caso, mesmo sendo esferas diferentes.

  8. Martin     14 de novembro de 2012 @ 12:10

    Bom dia Professor, gostaria de saber o seguinte: Sou aposentado pelo governo do estado do Paraná e gostaria de prestar concurso para a Petrobrás que é uma empresa de economia mista, porém nos editais vê-se a vedação do art. 37 XXII & 10 (proibe percepção simultânea de proventos de aposentadoria…….), neste caso atinge também, ou não seriam as fontes diferentes, já que o estado do Paraná tem regime próprio. Obrigado.

  9. Fernando Silveira     30 de outubro de 2012 @ 16:30

    Me aposentei há mais de 10 anos e fui demitido. Tenho direito de voltar a trabalhar(Serviço Publico Municipal – CLT)?

  10. Fernando Silveira     30 de outubro de 2012 @ 16:17

    Me aposentei há mais de 10 anos e fui demitido. Tenho direito de voltar a trabalhar(Serviço Publico Municipal)?

  11. Gustavo Knoplock     9 de dezembro de 2011 @ 13:33

    Aldir, só é permitido acumular os proventos de aposentadoria de seu cargo anterior com a remuneração do novo cargo efetivo em que você foi aprovado por concurso se forem 2 cargos de professor, 1 de professor com outro técnico ou científico ou ainda 2 cargos da área médica. Você pode manter os proventos anteriores caso você seja nomeado para cargo em comissão de livre nomeação, que não é o seu caso uma vez que prestou concurso para cargo efetivo. Um abraço.

  12. ALDIR NILO BERNARDI     2 de dezembro de 2011 @ 15:18

    Sou aposentado pelo regime estaturaria do Municipio de Dois Vizinhos no Paraná, quem me paga a apsentadoria é a Propria Prefeitura, prestei concurso em outro Municipio e fui aprovado, posso receber os proventos e os vencimentos da Ativa, ja que são fontes diferentes. ou estou no art. 37 paragrafo 10 da CF. Se não for possivel, posso ser nomeado por ocasião do concurso e dai receber os vencimentos pela chefia de cargo em comissão. desde ja Agredeço a Informação.

  13. Gustavo Knoplock     10 de fevereiro de 2011 @ 11:15

    A PETROS, assim como outros regimes de previdência complementar, é uma previdência privada. A relação que há entre a PETROS e os funcionários da Petrobras é uma relação contratual e opcional. Assim, deve se verificar as condições para pagamento desses benefícios constantes do contrato, sendo que uma delas deve ser o início do pagamento somente após a aposentadoria, imaginando que com a aposentadoria o funcionário deixaria a ativa, coisa que agora não vem ocorrendo mais. É uma questão discutível, que deve passar pela análise do contrato da Petros e tem tido sim opiniões contrárias.

  14. Otis Menezes e Silva     7 de fevereiro de 2011 @ 19:58

    Prof. Gustavo, esta decisão dá direito somente à aposentadoria do INSS ou dá direito também ao complemento da aposentadoria que é “dado” pelos Fundos de Pensões das Empresas Estatais? Na PETROBRAS quem se aposentou e continua a trabalhar não está recebendo a parte da PETROS, mas já ouvi que teve decisão do Judiciário a favor de que se receba. Grato pela atenção.

© Copyright Professor Gustavo Mello Knoplock . Todos os direitos reservados.